Erro inesperado!

Câmara de Vereadores de
Canelinha


<<
>>

Representantes Políticos do Vale do Rio Tijucas se reúnem com Secretário da Segurança Pública do Estado

Publicado em 14/09/2017 às 10:59 - Atualizado em 14/09/2017 às 11:31

            Na tarde do dia 12 de setembro, o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Canelinha, Adair da Conceição Lopes Filho (PMDB), esteve reunido com Prefeitos e Vereadores do Vale do Rio Tijucas na Secretaria de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina para solicitar uma Guarnição Especial de Polícia Militar, bem como o aumento de efetivo policial para o Vale.   A Comitiva foi recebida pelo Secretário César Augusto Grubba, que se comprometeu  a verificar junto ao Governo a possibilidade da criação desta Guarnição e também a designação  de mais Policiais, após a formação de novas turmas da academia.

                        A iniciativa foi de autoria dos Vereadores do município de Tijucas Juarez Soares (PPS) e Rudnei de Amorim (DEM), e tem como objetivo alertar as autoridades competentes para procurar atender a necessidade do setor de Segurança Pública na Região, pois os municípios vêm crescendo e a pequena quantidade de efetivo policial  mostra-se insuficiente para sequer prestar atendimento  e proporcionar mais segurança a população. A sensação de segurança tem cedido lugar ao temor, pois o número de assaltos vem crescendo a cada dia trazendo grande preocupação aos comerciantes e à população em geral.

                         A demanda pela segurança cresce diariamente, mas os efetivos das Polícias Militar e Civil não são suficientes.  Conforme recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o número ideal de policiais recomendado é de 1 para 250 habitantes. A violência por parte de meliantes oriundos de outros municípios e estados que vem se instalar no município com intuito de praticar crimes e roubos.

                        A violência urbana é crescente, no tráfico de drogas, crimes contra a vida, crimes contra o patrimônio, crimes contra a liberdade, entre outros, afetando o comércio, os transportes, a saúde e a própria educação, atingindo nossa qualidade de vida.  No meio rural a escalada da violência é vertiginosa, pois o crime organizado (assaltos a banco) está migrando para os pequenos municípios, tendo em vista o baixíssimo efetivo policial existente no interior do Estado.  A ausência de um planejamento efetivo para a segurança pública, vinculado a profundos cortes de investimentos e gastos no setor, além de, inexistência de uma política de reposição gradual de pessoal, presídios em condições precárias e sub-humanas para cumprimento de penas, faz tornar temerária a ação de segurança social em nosso Estado. 

                        A Polícia Civil tem o papel de promover a investigação, em torno dos crimes praticados, mas para isso precisa estar bem aparelhada e com um efetivo em condições de atender o crescimento da cidade. O aumento da criminalidade em todo nosso Estado vem gerando revolta e indignação por parte de cidadãos de bem, que pagam seus impostos em dia e clamam por mais segurança, vez que, várias famílias foram e estão sendo destruídas por conta da criminalidade. A população encontra-se desacreditada de que o Governo poderá garantir a segurança, pois nosso efetivo está cada vez mais desgastado e defasado, por conta da falta de efetivo e da fragilidade das Leis.

                         Infelizmente, nossas Leis deveriam zelar pela segurança de todos os cidadãos. No entanto, aprisiona a sociedade e mantém livres os marginais que deveriam estar presos.  Precisamos de autoridades políticas que façam valer nossos direitos, que usem do dinheiro público para fazer cumprir as leis, e mais do que nunca esperamos que esse exemplo venha justamente por quem tem o poder de fazer a mudança, porque, a situação em que vivemos hoje é de total incredibilidade e impunidade.                     

                        A importância da Polícia Militar e da Polícia Civil trabalhando em conjunto, onde uma vem prestar segurança e a outra tem por objetivo a investigação e solução de crimes.  Precisamos de efetivos sim, para combater os crimes, combater a violência. Sendo assim, o dever dos representantes políticos é intervir e cobrar das autoridades competentes mais segurança. 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar

Encontrou algum erro? Informe-nos

Principal (48) 3264-0033 Fax (48) 3264-0033
CEP:88.230-000
Endereço:Rua Manoel Francisco Correia, 417 - Centro
Atendimento:HORÁRIO DE ATENDIMENTO Segunda, Quarta, Quinta e Sexta Feira 08:00 às 12:00 horas Terça-Feira 08:00 às 12:00 14:00 às 17:00 20:00 horas (Sessão Ordinária)
Gestão:
Apoio: